O viajante de fraldinhas

Viajando com crianças

comida da viagem

Como preparar a comida da viagem para crianças

Viajar com crianças e a família inteira pode ser um momento muito especial que vai ficar na memória. Porém, claro que isso envolve algumas preocupações, e uma delas é a comida de viagem, afinal, as crianças, assim como os adultos, podem ficar com fome nesse percurso.

Dito isso, hoje separamos algumas dicas de como preparar a comida da viagem para crianças, a fim de facilitar o seu trajeto. Essa saída da rotina é uma opção incrível para as famílias, e em especial as crianças.

Ao falarmos sobre a alimentação de crianças no momento da viagem é preciso considerar a idade desses pequenos. No caso de bebês, existe uma atenção em relação a amamentação e o leite materno no geral.

Você pode apostar em snacks ou industrializados comuns, porém essa também é a hora ideal para inovar e apostar em uma receita criativa.

Vamos conferir algumas opções de lanches para viagem.

Rosquinha de creme de leite

A primeira opção é a de rosquinha de creme de leite, por se tratar de uma receita simples, barata e prática. Com isso, você foge do óbvio, que são os snacks e industrializados no geral. Para isso, veja o vídeo de como fazer rosquinha de creme de leite.

Essa é uma ótima opção para o seu café da manhã, se preferir algo diferente antes de viajar. Com a criatividade, você pode oferecer um lanche criativo para as suas crianças.

Os ingredientes utilizados nessa receita são:

  • 3 ovos inteiros;
  • 3 colheres (sopa) de manteiga (ou margarina);
  • 1 caixinha de creme de leite (200 g);
  • 2 xícaras (chá de 200 ml cada) de açúcar refinado (ou cristal);
  • 1 xícara (chá de 200 ml) de leite integral;
  • 1 colher (café) de sal;
  • 1 colher (sobremesa) de essência de baunilha (opcional);
  • 50 g de coco ralado (opcional);
  • 1 colher (sopa) cheia de fermento químico para bolo;
  • 950 g de farinha de trigo (colocar aos poucos);
  • Gema para pincelar.

As medidas utilizadas são:

  • Xícara de chá = 200 ml
  • Forno: pré-aquecido, 180° por 60 minutos

Pão de queijo

Não poderíamos esquecer do pão de queijo tradicional, que além de ser simples, é muito rápido para fazer. Mesmo que você não coma ele quentinho, o pão de queijo ainda vai ser saboroso, então veja como fazer pão de queijo.

Para essa receita, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 3 Xícaras (chá) de polvilho doce;
  • 2 Colheres (sopa) bem cheias de polvilho azedo;
  • 1 Xícara (chá) de leite;
  • ½ Xícara (chá) de óleo de milho ou de soja;
  • 1 Ovo inteiro (se precisar coloque mais 1 ovo);
  • 1 Colher (chá) rasa de sal;
  • 200 gramas de queijo minas padrão ralado de boa qualidade, ou queijo minas meia cura.

As medidas são:

  • Xícara de chá = 200 ml
  • Forno: 180°, pré-aquecido, 35 minutos.

Bolo de fubá cremoso

Outra receita ótima para fazer e levar na viagem é a de bolo de fubá cremoso, em que possui um passo a passo simples, com preparo rápido. Para essa receita, você vai precisar de:

  • 4 Xícaras (chá) de leite integral;
  • 4 Ovos inteiros;
  • 2 Xícaras (chá) de açúcar refinado;
  • 2 Colheres (sopa) de manteiga (ou margarina);
  • 100 Grs de queijo parmesão ralado;
  • 1 ½ Xícara (chá) de fubá mimoso;
  • 2 Colheres (sopa) de farinha de trigo;
  • 1 Colher (sopa) de fermento em pó (Royal ou outra marca de sua preferência).

Coloque margarina e farinha na hora de untar a assadeira. A Xícara de chá que usamos tem 200 ml.

Lembre-se de pré-aquecer o forno a 180° durante 20 minutos. Asse o bolo a 180° durante 50 minutos ou até dourar. Espere esfriar para desenformar.

 

roupas

O verão está chegando, veja 4 roupas confortáveis para o seu filho

E o verão está chegando, estação esperada por muitos, até porque significa férias ou mais tempo com a família e até mesmo, mais tempo com os pequenos.

E durante o verão onde as pessoas mais saem de casa, aproveitam o fim de semana para passear com os filhos, aproveitar um parque, praia ou outros lugares ao ar livre. E isso está mais que certo, afinal, como não aproveitar uma estação tão linda?

E já que essa é a época do ano que mais anima as pessoas a saírem, onde as mulheres aproveitam para usar roupas mais leves como saia e uma blusinha ou um vestido bem leve. Já os homens aproveitam para tirar aquela bermuda do guarda roupa e se sentirem mais à vontade. Temos que pensar nos pequenos também, afinal, eles são os que mais aproveitam essa estação.

Temos que concordar que as crianças são as que mais aproveitam, afinal, não podem vestir uma roupa leve que não vai limitar o movimento delas, elas podem ir a lugares mais abertos para brincar com outras crianças e a aproveitarem muito.

Até mesmo os bebês, é nessa época que as mamães podem estrear aquele vestido para bebê que estava guardado a um tempo ou colocar uma bermuda no menino com uma camiseta, as peças simples são as que mais fazem sucesso, já que a intenção é deixar os pequenos confortáveis e leves para não sentirem muito calor.

Pensando nisso, vamos falar sobre alguns looks que podem fazer toda a diferença, deixando eles estilosos e ainda confortáveis para não ficarem com muito calor e poderem brincar à vontade.

Quer saber mais? Então continue lendo este artigo.

4 looks para deixar seu filho confortável no verão

Vamos começar com um dica geral, durante o verão sempre escolha tecidos mais leves ou aqueles mais frescos para seu filho, isso pode fazer total diferença para ele e até mesmo para o look, pode formar um look mais despojado e deixando super estiloso.

Por exemplo, se for roupas de bebês, você pode optar por um vestido ou uma jardineira para as meninas, por baixo da jardineira pode usar uma blusinha sem manga bem leve. Com isso, mantenha em mente que sempre que for escolher a roupa do pequeno no verão, escolha tecidos mais leves, pode ser de algodão que não cause atrito com a pele, evitando alergias que tem mais possibilidades de surgirem no calor.

1. Shorts e regata

Esse look serve tanto para os meninos como para as meninas, é um look leve e bem fresquinho, você pode combinar cores mais fortes, já que a estação pede por isso, ou caso use uma peça lisa embaixo, pode colocar algo estampado em cima, sempre combinando as peças.

Para as meninas pode apostar em peças floridas, ficam lindas para sair e ainda pode combinar com uma presilha ou laço e uma sandália.

Para os meninos, pode-se colocar uns shorts jeans (ou imitação de jeans, um tecido mole e que não esquente) com uma regata estampada. E também pode usar uma sandália, assim eles não vão passar calor.

2. Jardineiras

Essa pode ser uma peça chave no guarda roupa do pequeno e serve tanto para os meninos como para as meninas também, já que hoje temos diversos modelos de jardineira, principalmente para meninos.

Essa é uma peça que combina com vários looks e ainda pode ser para uma ocasião casual como para uma mais social, tudo depende do modelo que será usado.

Também podemos contar com jardineira para bebês, esse tem ganhado espaço no guarda roupa desses anjinhos já que tem a peça em tecidos leves, é uma ótima opção para deixá-los mais leves e confortáveis.

3. Conjuntinho

Quem é que não gosta de um conjunto de verão para bebê? Pois é, esses também podem ser peças chave no guarda roupa do seu filho ou filha. Principalmente durante o verão temos diversas opções de conjuntinhos de tecido mais leve e que deixam os pequenos super fofos.

E não só de shorts e blusa, temos conjuntinho de vestido para bebê e a parte debaixo, assim combinando as duas peças e deixando a maior fofura.

Esses conjuntinhos são perfeitos para passeios, assim eles ficam combinando e é só escolher os acessórios e sapatos certos que está tudo certo. Podemos até dizer que eles trazem uma certa praticidade na hora dos papais escolherem o look.

4. Calçado

E para fechar, mas não menos importante, o calçado dos pequenos durante o verão. Muitos pais ficam mais seguros quando seus filhos estão de tênis já que diminui o risco deles caírem, mas o fato é que os pezinhos desses anjinhos podem suar muito e com isso eles ficam desconfortáveis e com mais calor.

O ideal é optar sempre por sandálias, tanto para as meninas como para os meninos, assim diminui a possibilidade de os pezinhos ficarem suados e também deles sentirem calor, já que se sentimos calor nos pés ficamos super desconfortáveis.

roupas de bebês mais baratas

Dicas para comprar roupas de bebês mais baratas

Quando se tem um bebê, é necessária muita pesquisa e organização para comprar roupas de bebês. 

Afinal, as roupinhas do bebê costumam ser um item que pesa no orçamento, visto que não costumam ter preços muito baratos, fora que não duram muito. 

Com o crescimento do bebê, é necessário um constante investimento em roupas, o que também representa um impacto no orçamento de qualquer família. 

Portanto, se você quer comprar roupas de bebês, mas sem comprometer seu orçamento, veja essas dicas de como comprar roupas de bebês mais baratas. Confira! 

Dicas para comprar roupas de bebês mais baratas

Essas dicas servem para futuras mamães ou mesmo para quem já teve o bebê e está precisando comprar roupas de bebês sem gastar muito. Com essas dicas, adquirir roupas para o bebê não será uma tarefa de custo financeiro tão alto. 

1. Tenha uma lista 

É bastante comum as futuras mamães acabarem se perdendo quando vão comprar roupas para seu futuro bebê. Afinal, elas querem que o bebê tenha tudo do bom e do melhor. 

O problema é que quando se vai comprar roupas para bebês sem uma lista previamente feita de tudo exatamente que o bebê precisa, é bem provável que você compre coisas que não serão muito úteis e acabe ficando sem o que realmente precisa. 

Portanto, fazer uma lista com todos os itens que o bebê precisa é essencial. De fato, a lista deve ser bem organizada, contando quantas peças de cada item são necessárias, bem como o tamanho. 

Preste atenção que há muita diferença no padrão de tamanho de diferentes lojas. Assim, o ideal é você ter uma ideia da medida do bebê (tronco, braços, pernas), para poder fazer compras, sem errar. Deixe tudo anotado. 

Dessa forma, você foca sua atenção no que verdadeiramente precisa, sem correr o risco de gastar mais do que o necessário. 

2. Procure boas opções de roupas usadas 

Há muitas mães que vendem as roupas de seus bebês através de sites, como em marketplaces. 

E com isso, você pode encontrar roupas sem uso, praticamente novas e com preços muito mais atraentes. 

Não tenha vergonha de procurar. Você certamente pode fazer uma economia gigante e adquirir peças de extrema qualidade dessa forma.  

Se preferir ir pessoalmente, você encontra ótimas opções de brechós de roupas infantis. 

Procure em seu bairro ou em sua cidade. Nesses brechós, você encontra desde roupas para bebês, até utensílios para o cuidado do pequeno e tudo com preço bem mais em conta do que lojas de shopping, por exemplo. 

3. Cuidado com marcas famosas 

As marcas costumam representar custo maior nas peças. Ou seja, se você está à procura de peças mais econômicas, fuja das conhecidas marcas famosas de peças infantis. 

É claro que se você puder comprar tudo de marcas famosas, sem problemas. Mas geralmente, peças de bebês costumam custar bem mais quando são de marcas famosas. 

Dessa forma, se você quer economizar nas compras, o melhor é não buscar por produtos de marca. 

Uma das marcas mais famosas é a Carter’s. No Brasil, é uma marca bastante procurada, porém, costuma ter um preço bem elevado no país. 

Já nos Estados Unidos, é bem diferente: a marca não apresenta preços tão exorbitantes quanto no Brasil. 

4. Procure opções em lojas do exterior 

Com a internet, você consegue encontrar diversas opções de loja de brinquedos online, bem como sites com roupas para bebês do exterior. 

E com isso, você consegue fazer compras e direcionar a entrega para o Brasil. Sites como eBay e AliExpress entregam no Brasil e assim, você consegue escolher peças que talvez não tivesse como escolher por aqui. 

Lembre-se que muitas lojas do exterior cobram em dólar ou na moeda local, mas elas fazem rapidamente a conversão. É importante você fazer os cálculos se as peças que pretende comprar, com a conversão da moeda, sairão mais baratas. 

Com preços bem mais em conta, é importante que você opte por várias peças da mesma loja de uma única vez, já que assim pagará um só frete. 

5. Confecções locais 

Outra boa forma de economizar quando se pensa em comprar roupas para bebês é procurar por confecções locais. 

Existem cidades no Brasil que são bem famosas pelas suas confecções locais. Essa também é uma opção caso você esteja pensando em comprar peças para revender. 

As confecções locais costumam ser mais baratas justamente porque conseguem comprar tecidos em grandes quantidades e se você conseguir comprar diretamente deles, não pagará a diferença no preço do intermediário. 

No caso, quando uma confecção vende produtos, para uma loja, por exemplo, o preço final ao consumidor sai mais caro do que somente a confecção cobraria, já que a loja porá o seu lucro no preço da peça. 

Portanto, procurar confecções locais também é uma boa alternativa para quem pensa em economizar um pouco. 

Agora que você já sabe as dicas para comprar roupas de bebês baratas, é fazer uma lista caprichada, se organizar, procurar bem e economizar nas compras! 

toalha infantil

Toalha infantil: qual melhor para levar na mala?

Uma das coisas que podem nos dar muita satisfação é viajar! Quebrar a rotina, conhecer novos lugares, fazer novos amigos ou matar uma saudade dos antigos. Saiba neste artigo como escolher uma boa toalha infantil para levar na viagem.

Experimentar novos sabores e descansar do trabalho, permanecer no risco de depressão, aumenta sua criatividade e desenvolver a sua resiliência. Esses são só alguns dos muitos benefícios de viajar e só pensamos neles até alguns poucos dias que antecedem a viagem.

Viajar é maravilhoso sem dúvida nenhuma, mas algumas pessoas entram em desespero quando pensam em arrumar as malas. Essa aflição aumenta quando se tem crianças, pois como necessidade que uma criança possui, são bem maiores do que um adulto.

Além das necessidades, podem ocorrer imprevistos durante a viagem quando se tem crianças. Nesse artigo vamos te ajudar a fazer as malas dos pequenos e te ajudar a escolher a melhor toalha infantil para levar na sua viagem.

Conhecendo uma toalha infantil

A toalha infantil é um item essencial para levar na mala quando se viaja com crianças. Mesmo que durante a viagem você sente, em um hotel que forneça toalhas, é importante levar a própria toalha da criança ou bebê. Vamos entender o porquê disso.

O bebê possui a pele muito delicada que exige mais cuidado e atenção, principalmente na hora do banho. As tolhas mais indicadas para o bebê são como feitas com tecido 100% algodão, pois são super leves e macias e não vão agredir a pele do seu bebê.

As de tecido aveludado também são uma ótima opção. Se possível, use toalhas essas materiais e que tenham capuz, pois isso vai proteger ainda mais o seu bebê.

As toalhas para crianças embora não tenham as regras para escolher, como de bebês, também é importante levar em consideração o aspecto da maciez do tecido, pois embora sejam mais resistentes do que bebês, a pele da criança é sensível do que a de um adulto.

Material de uma toalha infantil

 Uma toalha infantil é fabricada em vários tecidos, vamos ver alguns dos mais comuns.

Toalha confeccionada em algodão é uma das mais usadas e indicadas para bebês e crianças. Ela é macia, leve e  super absorvente principalmente se para 100% algodão.

Para quem quer uma toalha prática e de secagem rápida, uma toalha infantil feita em tecido de neocotton é perfeita. Além de secar rápido, é um tecido também muito macio.

 Projeto

O estilo da toalha infantil pode variar entre tamanho, cor e desenho. 

Os frutos das frutas variam de acordo com o fabricante. As cores são super diversificadas, você vai encontrar toalha infantil praticamente de todas as cores.

A variedade nos desenhos e estampas talvez seja o mais legal das toalhas infantis. Você pode achar Toalhas de personagens de histórias e desenhos infantis, de heróis, animais, esportes, contos de fadas entre outras muitas opções.

Procure saber de qual personagem, esporte ou elemento da natureza que o seu filho mais gosta, para escolher a melhor toalha para ele. 

Fazendo as malas 

Depois de ler as informações acima, você provavelmente já tem uma noção de qual o melhor toalha levar na mala e sua visão sobre moda mais apurado. Agora vamos ver algumas dicas de outras coisas importantes para levar na mala infantil.

Fazer a mala já é maçante quando se viaja sozinho e com crianças essa tarefa pode ser ainda mais chata. Por esse motivo muitos acabam deixando para fazer como malas no último minuto, e com isso acabam levando uma mala enorme com coisas desnecessárias e esquecendo de levar coisas que são essenciais.

A primeira coisa a fazer antes de arrumar como malas é uma lista. Coloque no papel os itens que são essenciais para uma criança, como remédios, roupas, acessórios, documentos, itens de higiene pessoal, protetor solar, repelente e outras coisas que você achar que é necessário. Depois que terminar a lista você vai ver que tem coisas que não são tão essenciais e pode retirar para não levar coisas demais. Também pode acabar lembrando de algo que você utiliza e precisa levar.

Lembre-se de levar distrações para uma criança durante a viagem. Brinquedos favoritos, jogos, filmes e desenhos já salvos no celular ou tablet vão ser de grande ajuda para você ao viajar com crianças.

É essencial levar coisas para a alimentação da criança. O adulto na maioria das vezes sabe esperar quando está com fome, mas a criança não. Então é sempre bom ter algo prático para momentos de emergência.

Agora que você já sabe qual a melhor toalha infantil escolher e também e como escolher as melhores roupas para levar na mala, já pode começar a sua preparação. Não deixe para última hora pois isso pode ser estressante para você e com certeza você não quer viajar estressado. Não deixe que esse momento de alegria se torne um momento de chateação. Quanto antes você fizer como malas, vai ser melhor para você.

reflexos recem nascido

O que observar nos reflexos dos recém-nascidos durante uma viagem

Os reflexos são movimentos ou ações involuntárias. Alguns movimentos são espontâneos, ocorrendo como parte da atividade normal do bebê. Outros são respostas a certas ações.

Os profissionais de saúde verificam os reflexos para determinar se o cérebro e o sistema nervoso estão funcionando bem.

Alguns reflexos ocorrem apenas em períodos específicos do desenvolvimento do bebê. Se o seu bebê nasceu prematuro, não compare o desenvolvimento dele com o de recém-nascidos a termo. Bebês prematuros geralmente estão atrasados ​​em termos de desenvolvimento com bebês nascidos a termo.

A seguir estão alguns dos reflexos normais observados em bebês recém-nascidos que podem ser observados em uma viagem:

Reflexo de Moro

O reflexo de Moro, mais conhecido como reflexo de susto ocorre quando um bebê se assusta com um movimento mais brusco ou com som alto de uma TV ou aparelho eletroméstico, as vezes até mesmo com o som do seu próprio choro.

Nesse reflexo o bebê imediatamente joga sua cabecinha para trás, chora, estende os bracinhos e perninhas e depois os puxa de volta para si.

Esse reflexo dura até que o bebê tenha cerca de 5 a 6 meses de idade.

Muitas mamães optam por embrulhar o bebê como um charutinho com um Swaddle ou cueiro para que ele se acalme e sinta a sensação de estar protegido dentro do útero da mãe.

Reflexo de Busca

Esse reflexo começa quando o canto da boca do bebê é acariciado ou tocado. O bebê vira a cabeça e abre a boca para seguir na direção do carinho.

Isso ajuda o bebê a encontrar o seio ou a mamadeira para começar a mamar.

Esse reflexo dura cerca de quatro meses.

Reflexo de Sucção

Quando o céu da boca do bebê é tocado, ele começa a sugar.

Esse é um reflexo de sobrevivência que o bebê já possui dentro da barriga da mamãe. Este reflexo não começa até cerca da 32ª semana de gravidez e não está totalmente desenvolvido até cerca de 36 semanas. Muitas vezes, em um ultrassom de rotina o bebê é visto chupando os dedos ou as mãozinhas, já é o reflexo de sucção ativado.

Bebês prematuros podem ter uma capacidade de sucção fraca ou imatura por causa disso.

Os bebês também têm um reflexo de mão-à-boca que ocorre com a procura e sucção e podem sugar os dedos ou as mãos.

O reflexo de sucção é muito importante para a alimentação do bebê, pois quando o mamilo ou o bico da mamadeira tocam o céu da boca deles, imediatamente começam a sugar. Essa ação nata e automática faz com que o bebê se alimente e cresça e se desenvolva.

Apesar de ser nato e instintivo alguns bebês podem apresentar certa dificuldade no ato de sugar, nada que praticando bastante não os faça ter domínio total dessa habilidade.

Reflexo Tônico Cervical

Quando a cabeça do bebê é virada para um lado, o braço desse lado se estende e o braço oposto se dobra na altura do cotovelo. Isso geralmente é chamado de posição de “esgrima”. Esse reflexo dura até que o bebê tenha cerca de 5 a 6 meses de idade.

Reflexo de preensão

Afagar a palma da mão de um bebê faz com que ele feche os dedos em um aperto. O reflexo de preensão dura até que o bebê tenha cerca de 5 a 6 meses de idade.

Reflexo de Babinski

O reflexo de Babinski, ou reflexo plantar, é um reflexo dos pés que ocorre naturalmente em bebês e crianças pequenas até os 6 meses a 2 anos de idade. Esse reflexo é geralmente testado por médicos acariciando a sola do pé. Quando o dedão do pé se curva para cima e para trás em direção à parte superior do pé, enquanto os outros quatro dedos se separam, é chamado de sinal de Babinski.

O sinal de Babinski se tornou uma ferramenta essencial usada por médicos e pediatras. Eles o usam para garantir que a atividade cerebral de adultos e crianças, as respostas neurológicas e a atividade nervosa sejam normais e não indiquem nenhuma anormalidade subjacente no cérebro ou no sistema nervoso.

Reflexo de Marcha

Esse reflexo também é chamado de reflexo de caminhar ou dançar, porque o bebê parece dar passos ou dançar quando mantido em pé e preso por debaixo dos bracinhos, com os pés tocando uma superfície sólida. Esse reflexo dura cerca de dois meses.

Gostou do texto? Deixe seu comentário e não se esqueça de compartilhar esse artigo em suas redes sociais.

roupas meninos

Trajes infantis estilosos para meninos

Quando você vira mãe seu mundo todo muda, os pensamentos se renovam e uma nova visão surge na sua mente. A vida daquele pequeno é totalmente dependente da sua, você que será responsável em cuidar 100% daquele pequeno, então você sempre tem que estar com uma mente ligada no pequeno 24 horas por dia. 

E é claro que, com um pequeno ser na sua vida, enchê-lo de parece lindos é a primeira coisa que vem mesmo antes de nascer, não é mesmo? No momento que descobre que o pequeno já está prestes a nascer a busca pela primeira roupinha que ele irá vestir logo começa. 

Mas você sabe mesmo como compor um bom look no seu pequeno? Se caso ainda tiver dúvida sobre como montar um conjunto de peças que deixará o menino lindo e estiloso , você está no artigo certo, mamãe! Nós separamos alguns exemplos e exemplos cheios de informações que vão dar uma clareada na sua visão sobre moda e ideias muito legais para montar um look único e totalmente a cara do menino. 

E se caso para do seu interesse, dê uma assada na nossa categoria masculina, estamos com looks lindos e de preços maravilhosos para você! 

Antes de tudo, analise o perfil do seu filho

A análise de perfil do menino funciona para você encontrar uma personalidade do mesmo ainda pequeno, dessa forma você conseguirá ter mais facilidade para encontrar um look que combine perfeitamente com ele e o descreva sem você precisar dizer nenhuma palavra, literalmente o traje iria falar pelo menino. 

Essa análise já começa desde o nascimento do pequeno, da forma como ele reage quando sente fome ou está precisando ser trocado de fralda. Alguns bebês não choram muito quando estão incomodados com algo, geralmente apenas resmungam ou soltam um choro bem fraco como um aviso, dando indícios de que sua personalidade é um pouco mais calma e tranquila; já não podemos falar a mesma coisa dos choros e gritos fortes e copiosos que outros bebês costumam dar quando não estão confortáveis ​​com alguma coisa, até depois de trocados ou alimentados, eles ainda ficam resmungando ou com o rostinho franzido transmitindo, ou até mesmo ficam irritados Só pelo fato de serem tocados ou você preciso vesti-los ou dar banho, esses sim possuem uma personalidade bem forte, mamãe. 

Vale ressaltar um pequeno detalhe que talvez seja muito importante para você, os bebês podem sim mudar de humor conforme se desenvolvendo. O seu pequeno bravinho pode ficar mais calmo e tranquilo conforme para crescendo e entendendo as coisas, mudando severamente seu comportamento pelo fato de já conseguir entender um pouco mais e distinguir o que é errado e o que é certo. Da mesma forma seu bebê calminho e tranquilo pode virar agitado e mais esperto. Tudo isso depende da maturidade e da forma como cada bebê se mantém, não mantendo sua manutenção desde o berço e outros, como citados, se conhecendo e mudando seu jeitinho conforme o desenvolvimento. 

Escolha os looks que mais combinam com o menino

Depois de já conhecer a personalidade do seu pequeno, agora é o momento de encontrar o estilo ideal para ele. A forma como você fará isso é a mais simples, tudo que você começar a ver seu pequeno em todas as peças. 

Sempre quando escolher alguma peça, tente ver seu filho nela. Se o menino for de uma personalidade forte, já ter o gênio um pouco mais maduro e decidido, com certeza uma peça com muitos detalhes fofos e cores muito claras e meigas não combinaria muito com ele. Assim como uma roupa com tons muito fortes, sem muitos detalhes que remetem a doçura e o gênio mais tranquilo não combinaria muito com ele.

E se você não tiver muita facilidade para ter esse tipo de visão, não precisa ficar preocupada, pois pensamos em todas as formas de ajuda melhor para você!

Se esse for o seu caso, tente fazer fazer de peças, contraste nos núcleos, adicionar acessórios e sapatos que venham dar um charme no visual e deixa-lo a cara do menino. 

Combinações com tons claros e escuros é uma ótima escolha. O preto e branco, por exemplo, nunca saem de moda se caso você não tiver muita facilidade para combinar outras cores de tons um pouco mais distintos um dos outros, eles sempre são ótimas opções para looks mais básicos e sem muitos detalhes como roupinhas do dia -a-dia, talvez. 

Agora se você já tiver mais facilidade para combinar cores, deixe sua imaginação fluir e tente compor uma paleta de cores que tenham contrastes incríveis e que vão deixar seu pequeno muito lindo e muito estiloso. 

Afinal de constas, uma boa escolha no modelo e nos tons das vestes deixa qualquer look incrível seja ele da forma que for. 

Quais tipos de acessórios posso usar no look do menino?  

Nesse momento, a imaginação é livre para você compor o look com os acessórios que preferir no seu menino, a escolha é sua!

Se você for colocar um look mais elegante para ocasiões mais sérias, opte por uma gravatinha borboleta e suspensórios, eles vão dar um charme único e levemente descolado ao traje. E se caso não gostar desses dois itens, um terninho fará toda diferença!

Agora se a roupa for composta por peças mais esportivas, pode colocar chapéus, bonés, cintinhos, jaquetas, sapatinhos mais frescos como sandálias ou sapatênis, a escolha é totalmente sua. 

E se você quiser ser ousada e fazer uma combinação única misturando os acessórios, sinta-se livre para isso e exportar sua imaginação para fora de sua mente, tenho certeza que o look ficará lindo e seu menino muito estiloso e moderno! 

Só tome cuidado para não exagerar demais nos acessórios e acabar deixando o olhar pesado, hein!

Seja qual for o jeito que o pequeno estiver vestido ou como você preferir o traje com acessórios, uma certeza nós temos: o estilo sempre virá da imaginação, e por esse motivo não se contenha nesse momento, abuse e ouse mesmo das ideias e deixe a inspiração fluir. 

 

Fotografia de crianças em viagens

Dicas para tirar fotos de crianças em viagens

Confira quais as principais dicas para tirar fotos de crianças em viagens, aqui neste artigo.

Antes de avaliar a localização e a luz, antes mesmo de tirar a câmera e escolher a lente, é bom lançar mão de algumas estratégias e um pouco de psicologia, pois serão elementos fundamentais para obter as melhores fotos possíveis de seus filhos, netos, sobrinhas ou sobrinhos.

Uma das coisas que mais prestamos atenção quando estamos viajando são as fotografias, aquelas lembranças que nos farão transportar de volta àquele lindo lugar que visitamos, ou aquela experiência inesquecível, ou mesmo capturar aquele momento constrangedor que passamos em uma terra estranha.

Viajar com crianças é um momento especial em que a família está reunida para ter momentos felizes e lembranças bonitas registradas nas fotos, para quando os pequenos se tornarem mais velhos, possam voltar ao delicioso momento.

Não é preciso uma câmera profissional para registrar os cliques na viagem, apenas seguir as dicas de fotografia que podem ajudá-lo a obter imagens divertidas, bonitas e criativas das crianças em sua viagem.

Mas, se desejar adquirir um equipamento de qualidade para aumentar e muito a qualidade das fotos, o site Amazon é confiável para adquirir uma câmera profissional.

Confira a seguir quais as principais dicas para tirar fotos de crianças em viagens:

Dicas para tirar fotos de crianças em viagens

Como se preparar para tirar fotos melhores

O essencial aqui é que você conheça o seu equipamento, mesmo que não seja um profissional da área da fotografia, é importante que você conheça a câmera que utilizará na sua viagem; cada um tem suas vantagens e desvantagens.

Além disso, é importante que você entenda como funciona, se é muito bom para fotos ao ar livre, ou sua força são as fotos com pouca luz. A grande maioria das câmeras profissionais ou semi-profissionais tem diferentes variáveis ​​que você mesmo pode controlar, não deixe tudo no “automático”, você vai perder fotos maravilhosas.

Por isso, aconselhamos que você reserve um tempo para conhecer seu equipamento, sair dias antes para tirar algumas fotos e poder ver o resultado, ensaiar e ter mais certeza de como controlar sua câmera.

Busque novas perspectivas na fotografia

Uma foto plana em uma praia pode ser uma foto diferente, divertida e incomum apenas mudando o ângulo da câmera, adicionando um elemento de cor ou criando perspectiva.

O importante aqui não é ser especialista em fotografia, é ousar criar algo diferente, sem medo, aproveitando aquele momento, e experimentar clicar quantas vezes for preciso até conseguir o que deseja.

Não tenha vergonha de criar cenários, tirar fotos contra a luz, tirar fotos de alto e baixo ângulo, tirar fotos exuberantes, você verá que agrega muito mais às suas férias se além de tirar fotos, se divertir tirando elas e depois vendo os resultados.

Você pode dar um sorvete para o seu filho na praia e deixar que se lambuze, assim pode registrar um momento engraçado e divertido, depois é só levá-lo a um chuveiro perto dos quiosques para limpar.

Além de olhar para a câmera e sorrir

Não que seja errado tirar fotos convencionais de vez em quando, olhar para a câmera e sorrir enquanto olha para a paisagem atrás dela, ou, esperando o momento em que a criança sorri.

O que nós propomos é ir um pouco além dessa velha história. São muitas as fotos espontâneas que podem ser as suas favoritas das férias. Acho que as fotos transmitem emoções e em muitas ocasiões o que você faz espontaneamente pode ser captado em uma lente, e você pode registrar a essência das crianças, seus gestos despreparados, um sorriso natural, uma fotografia do pequeno caminhando ou correndo.

Imagine clicar a emoção das crianças ao ver um animal por perto, ao brincar com os amiguinhos na água, ao comer o doce que mais gosta, ao brincar em parques de diversão, etc.

Confira também: Ensaio estúdio gestante – Confira quais os melhores ensaios para registrar o momento especial que é a gravidez!

Perto ou longe, luz ou sombra?

Esses 4 são fatores que muito definem qual será o resultado da sua fotografia, cabe a você definir quando e como utilizá-los. Aqui, daremos algumas dicas que o ajudarão a usá-los com mais sabedoria.

Os detalhes na fotografia são muito importantes, porém não abuse desta ferramenta, usando a macro em suas fotos de viagens permitirá que você destaque algo que particularmente chamou sua atenção, por exemplo, a criança brincando com uma flor, abrindo o pacote de doces que mais gosta, espalhando o protetor solar, etc.

No caso de fotos mais abertas com a visão de todo o panorama, acontece o mesmo, muitas vezes, principalmente nas praias temos a tendência de tirar fotos panorâmicas que se parecem com as outras, aí é onde você encontra um equilíbrio e tire mais energia para focar para que a fotografia fique com tonalidades diferentes.

Pôr do sol e nascer do sol são considerados horas mágicas, duram apenas alguns minutos mas é uma altura em que a fotografia (incluindo câmaras de vídeo) ganha tons especiais, por isso aproveite estes momentos e pelo menos um dia das suas férias levante-se antes do nascer do sol e espere para este magnífico momento de criar uma grande obra fotográfica com o seu filho.

Planeje algumas fotos da sua viagem

Para terminar com estas dicas práticas para conseguir melhores fotografias de crianças nas suas viagens, recomendamos que antes de sair de férias explore um pouco os locais que irá visitar para ter uma ideia de que momentos ou espaços gostaria de fotografar com seus filhos.

Isso vai te ajudar a ter um roteiro de viagem baseado em curtir o passeio sem ficar o tempo todo grudado na câmera ou sem perder a oportunidade de fotografar algum lugar que você tinha em mente e não conseguiu.

Fotografia de crianças em viagens

Outras dicas para tirar fotos com as crianças na viagem

Há fotos que valem porque conta uma história, algo acontece naquele momento ou seus personagens têm muita força de protagonismo, por exemplo, fotos casuais de crianças em lugares do cotidiano, uma praça de mercado, um parque onde vendem balões, comprando sorvete, etc.

Use os ângulos, cortes e diagonais a seu favor, nem sempre tudo deve estar perfeitamente alinhado, não tenha medo de sair do molde.

Quando você volta de viagem e baixa suas fotos, selecione as melhores e reserve um tempo para editá-las e assim terminar melhor sua obra de arte, às vezes é preciso dar um empurrãozinho na cor ou na luz para torná-las ainda melhores.

Não se esqueça de aparecer em algumas das fotos, pedir ajuda a alguém para tirar fotos da família reunida é essencial, sempre deve ter aquela imagem dos pais com os seus pequenos se divertindo nas férias.

 

Principais destinos no litoral de SP para levar as crianças!

Um dos momentos mais deliciosos em família é levar a as crianças para passear. Pode ser no parque, na trilha, nas montanhas ou no centro da cidade, claro. Mas tem um certo tipo de local que faz a cabeça dos pequenos e traz alguns dos momentos mais gostosos para todos os integrantes. Claro que você já sabe do que estamos falando! A praia costuma ser o destino favorito da criançada.

Qual é o menino ou a menina que não adora ficar um dia inteiro tomando banho de mar? Muito difícil, não é mesmo? A garotada adora ir para um passeio no litoral e sempre cria memórias muito carinhosas desse tipo de viagem. Portanto, nada melhor do que descobrirmos quais são os principais destinos no litoral de SP para levar as crianças. Confira aqui com a gente:

Ilhabela

Toda criança de SP que já deu esse passeio não se esquece. Ir para Ilhabela é sensacional! Tanto pela própria viagem de balsa, que vira uma aventura para os pequenos quanto, principalmente, pelas praias que você encontra na ilha.

Praia Grande

Talvez uma das cidades mais conhecidas na costa paulista — e não é à toa! Pegar um apartamento para alugar na Praia Grande com a família e levar as crianças para passear por lá é uma excelente pedida, seja para as férias, para o feriado ou para o fim de semana.

Ubatuba

A última cidade litorânea do estado de SP antes de chegar no RJ pode até ser um pouco mais afastada, mas com certeza vale a viagem. Um local paradisíaco, de águas cristalinas e muito calor, Ubatuba tem uma costa colada à Serra do Mar que é simplesmente fantástica. Um destino perfeito para a família inteira.

Guarujá

Um clássico do estilo de vida paulista! Quem que é do estado e não se lembra de uma ida para lá? É uma experiência que faz parte do inconsciente coletivo de quem é de SP. Até por isso, um aluguel de apartamento no Guarujá sempre é tão concorrido. Afinal, todo mundo quer ir aproveitar com a família nesse tradicional destino.

Bertioga

Uma cidadezinha cada vez mais desenvolvida e estruturada para receber seus visitantes, Bertioga ainda é um local para quem quer uma viagem mais tranquila para a praia. Com paisagens muito bonitas, suas praias são ambientes propícios para caminhadas mais longas com a criançada, que vão adorar andar na beira do mar.

Caraguatatuba

A famosa cidade das caravanas para os programas de domingo pode ter um nome que parece um trava-língua, mas não é só por isso que é famosa. Caraguatatuba tem algumas das praias mais belas de São Paulo, com areias branquinhas e um marzão de encher os olhos. Até por isso, levar as crianças para aproveitar os dias de Sol por lá é tão bom.

Peruíbe

Já entre a Baixada Santista e o Litoral Sul tem uma cidade praiana com atrativos bem interessantes para levar as crianças. Com faixas de areias largas, mar raso e muito espaço para aproveitar, as praias de Peruíbe são muito gostosas para curtir um tempo de qualidade com a família. Além disso, a cidade é conhecida por suas áreas verdes, seu clima calmo e suas temperaturas amenas, proporcionando uma mistura perfeita entre o rural e o litorâneo.

Descobriu aqui com a gente hoje quais são os principais destinos no litoral de São Paulo para levar as crianças? Conhece outras famílias que também querem saber tudo o que você viu nesse artigo? Sendo assim, não deixe de compartilhar o texto nas suas redes sociais e nos seus grupos de WhatsApp.

 

roupas de bebe

Roupas de Bebê para o Inverno

Sabemos a importância dos cuidados corretos com o bebê, mas no inverno eles devem ser redobrados, visto que nessa época do ano é comum surgirem doenças respiratórias graças ao tempo seco, baixas temperaturas e ambientes fechados. Quando não gerenciados da forma correta, todos esses fatores podem prejudicar a saúde e até mesmo o desenvolvimento do pequeno e uma das formas mais efetivas para mantê-lo protegido é por meio das roupas de bebês. Contudo, existem diversas opções disponíveis no mercado que podem deixar os pais confusos e sem saber tecidos e roupas ideais para utilizarem nessa época do ano. Por isso, hoje vamos falar exatamente sobre esse assunto e te ajudar de uma vez por todas a manter seu bebê sempre quentinho e protegido. Vamos lá?

Por que é preciso redobrar os cuidados com os bebês?

Essa resposta é bem simples: a pele dos pequenos é mais sensível e fina do que a dos adultos, principalmente quando não completaram 6 meses de vida. Além disso, eles ainda não desenvolveram a capacidade de regular sua temperatura corporal, e isso faz com que percam calor, principalmente nas extremidades corporais, como mão, pé e cabeça. Sendo assim, é preciso escolher com cuidado os tipos de roupa e os tecidos que serão utilizados para que realmente cumpram o papel de aquecê-los. 

Como escolher o tecido certo?

Quando os tecidos não são adequados, além de você vestir seu pequeno e ele continuar passando frio, ainda podem surgir alergias e brotoeja, que são pequenas bolhinhas causadas pelo fato de o suor não ser liberado da forma correta. Isso pode acontecer pelo fato de o pequeno utilizar roupas apertadas, camadas desnecessárias ou até mesmo por tecidos incorretos, como o sintético. 

Sendo assim, o melhor tecido para seu bebê ficar confortável e protegido é o algodão, contudo, as peças precisam ter em sua composição 100% desse material, caso contrário ele não promove todos os benefícios. No inverno, tecidos como suedine e moletom peluciado 100% algodão são os mais indicados, visto que são mais grossinhos e não perdem as propriedades do tecido, como deixar a pele respirar, conforto e ainda são antialérgicos. 

O algodão ainda possui boa elasticidade, o que permite que o bebê se movimente sem restrições e ainda agiliza a troca, afinal, ele passa por todas as partes do corpinho do bebê com facilidade.

Como vestir o bebê?

O ideal é vestir o pequeno em camadas, para facilitar na hora de acrescentar ou retirar uma peça de roupa e ainda aquecer o pequeno o máximo que puder. Sendo assim, a melhor ordem das camadas é:

  • Body: Prático e eficaz, o body esquenta o peitoral do pequeno e serve como uma segunda pele; 
  • Calça: Como falado, os pequenos tendem a perder calor nas extremidades e a calça será a responsável por manter as perninhas do bebê aquecidas;
  • Macacão longo: O macacão longo além de esquentar os braços, quando possui abertura frontal facilita a troca e não deixa o peito do pequeno descoberto enquanto ela ocorre.

Ainda é possível utilizar um cardigan quando estiver mais frio, assim como casacos com zíper, conjuntos de casaco e calça para bebeê, e até mesmo uma jardineira por cima de um macacão longo. Isso porque, como os tecidos suedine e moletom peluciado são mais grossos, eles não precisam de tantas camadas de roupa, mantendo seu pequeno quentinho e estiloso ao mesmo tempo. 

Dicas extras

Na hora de dormir, o ideal é que seu pequeno esteja com um body e um macacão longo com abertura frontal e sem cobertores, visto que eles podem causar sufocamento. Se estiver muito frio acrescente mais camadas de roupa e se quiser, adquira um saco de dormir. 

É importante reforçar que os cuidados com o pequeno devem ser constantes, por isso, esteja sempre verificando seu comportamento e temperatura. Se ele estiver mais agitado que o normal, com bochechinhas vermelhas, pescoço quente ou suado, é hora de retirar uma camada de roupa. No entanto, para saber se ele está com frio, toque seu peito, pois as extremidades tendem a ser mais frias. Se o peitoral também estiver gelado é importante acrescentar mais camadas e até mesmo um casaquinho de zíper. 

Inclusive, tome muito cuidado com aquecedores e umidificadores, pois quando usados de forma exagerada podem prejudicar a saúde de seu pequeno. Ao utilizar o aquecedor, mantenha uma toalha molhada no ambiente ou uma bacia com água durante a noite, para que o ar não fique seco. Se preferir utilizar o umidificador fique atento para que o ar não seja umidificado em excesso e facilite a proliferação de fungos.

Vestir seu pequeno no inverno não precisa ser uma tarefa difícil, basta optar pelos tecidos certos e sempre checar sua temperatura e comportamento. Lembre-se que as camadas podem ser essenciais para que ele fique protegido contra o frio e ainda possa aproveitar todos os momentos em família, com conforto e estilo. 

Vestido infantil - Como escolher

VESTIDO INFANTIL – DESCUBRA O IDEAL

O vestido infantil é um dos tipos de roupa que as meninas mais ganham como presente. Isso porque tradicionalmente essa peça é sinônimo de feminilidade e não tem um único bebê ou filho que não esteja bem vestido nela.

O vestido infantil é a mini versão do vestido adulto e graças a isso pode ser encontrado em diversos modelos, estampas, cores, tipos de tecidos e muito mais. 

Tradicionalmente, os vestidos mais armados e arredondados estão entre os mais procurados, mas quem quer algo menos festivo também encontra uma boa opção.

A roupa infantil pode estar relacionada com frescura e conforto, o que é muito positivo para crianças de todas as idades. Visto que nesta fase é fundamental que se sintam bem e sem nada que atrapalhe as suas brincadeiras.

Justamente por isso, esta é uma excelente peça para o verão brasileiro, que facilmente atinge temperaturas acima dos 35ºC. 

Porém, a versatilidade permite que o vestido infantil também seja usado no inverno, já que existem modelos com mangas compridas e confeccionados com tecidos mais grossos.

Outro ponto positivo é que esse item é facilmente encontrado em qualquer loja que venda roupas infantis e não tem um preço alto, sendo possível comprá-lo sem dificuldade.

Além disso, é importante destacar que ainda existem opções para festas e para o dia a dia, garantindo que o vestido das crianças possa ser usado em todas as ocasiões.

O único ponto negativo diz respeito aos modelos mais festivos. Devem ser escolhidos com cautela, pois às vezes possuem molduras e muitos detalhes que podem incomodar a criança.

VANTAGEM

  • Facilmente encontrado para comprar
  • Existe em vários modelos e tamanhos.
  • É confortável
  • Pode ser usado em ambientes quentes e frios.
  • É muito versátil
  • Existem opções para todas as ocasiões.

DESVANTAGENS

  • Os modelos mais festivos podem ser desconfortáveis.

Não é uma tarefa nada fácil escolher o vestido infantil perfeito, quando se é esse o objetivo. Isso porque a quantidade de modelos que podemos encontrar é muito grande.

Além de haver uma variedade de tamanhos, peças e tecidos. E para uma mãe sofisticada a tarefa fica ainda mais difícil.

Levando isso em consideração, elaboramos um guia completo para ajudar você a deixar sua filha ainda mais linda e fashion usando um vestido infantil.

Cada menina tem uma personalidade que deve ser levada em consideração na hora de escolher um vestido para ela. 

Por isso é importante considerar as vezes fazer perguntas a criança, e não simplesmente selecionar todas as roupas sem ter a sua opinião. 

Já adultas, podemos orientar as meninas em sua busca, mas é importante considerar suas preferências para que, no final, elas se sintam confortáveis ​​com o vestido escolhido.

Esta é a primeira dica que você deve levar em consideração. Vamos seguir com as outras dicas:

PENSE NA OCASIÃO

Para escolher o vestido ideal para criança é preciso definir a ocasião em que ele será usado. 

Pense bem onde será utilizado, pois é essencial para alguns modelos e looks.

Se o vestido for para uma festa, um casamento ou alguma outra data especial mais elegante, vale a pena investir em uma peça mais detalhada e sofisticada que chame mais atenção. 

Neste caso, vestido com cores sólidas como branco, verde, rosa e com laços, brilhos, babados e tules podem ficar mais elegantes.

VIDA DIÁRIA

Para ocasiões do dia a dia e mais informais, não é necessário se preocupar em escolher algo bem diferente e elaborado. Pois “menos é mais” e os modelos mais simples podem ser, além de bonitos, confortáveis ​​e ideais para a menina brincar e se sentir bem. 

Opte por tecidos de algodão ou malha e estampas coloridas. Além desses tipos, os tops sem alças e sem mangas, por exemplo, também podem ser muito bonitos.

IDADE DE MENINA

Outro ponto muito importante na hora de escolher um look com vestido é a idade. 

Não há problema em vestidos infantil que segue a estação!

Eles se encaixam bem independentemente da idade, mas tenha em mente que os modelos e estilos variam muito dependendo da idade da garota.

Para bebês até 1 ano é mais do que necessário avaliar o conforto das roupas. Você pode esquecer vestidos com muito corpo, pois eles não são muito confortáveis ​​e podem ser irritantes. 

Se você acha que a ocasião pede um look diferente, a alternativa é investir em acessórios infantis, como laços e faixas de cabelo, que combinam muito bem com as meninas e as deixam ainda mais bonitas durante a luz do dia.

No caso das meninas a partir dos 2 anos, é importante lembrar que, nessa idade, tendem a ser mais agitadas, o que aumenta as chances de manchar ou sujar o vestido. 

Uma boa opção é escolher um vestido estilo “princesa”, com saia redonda e estampas, pois proporciona um look mais elegante ao mesmo tempo que permanece fofo e charmoso.

ESCOLHENDO UM VESTIDO INFANTIL ONLINE

Hoje, as compras online estão cada vez mais em alta, pois além de não ter que sair de casa para comprar, na internet podemos acessar qualquer loja de qualquer lugar.

Ao entrar no site da loja, é difícil não querer levar todos os modelos, já que a roupa infantil é diversa e muito bonita. Portanto, se você já tem um estilo em mente, será muito mais fácil tomar essa decisão.

Depois de escolher a loja e o modelo, a melhor forma de evitar erros é consultar a tabela de medidas apresentada no site, pois os tamanhos das roupas podem variar de uma marca para outra.

A partir das informações da tabela, você pode tirar as medidas da menina ou compará-las com as medidas de uma roupa que ela tem. 

Se a menina for muito pequena, vale a pena comprar um tamanho maior para que ela não perca a roupa tão rapidamente, pois ela vai crescer da noite para o dia.

Não é tão difícil encontrar boas oportunidades de compra na internet. Mas é muito importante estar muito atento aos preços e aos comentários e avaliações das pessoas que já compraram aquela peça, para que você fique mais seguro e tranquilo ao fechar a compra.

Lembre-se de que embora o vestido de uma menina para uma cerimônia deva ser elegante, ele nunca deve deixar de ser uma roupa destinada a um menor. 

Um vestido para menina deve ter aquele toque infantil. Mas muitos pais cometem o erro de vestir as filhas como se fossem adultas, tentando dar um toque de sofisticação que não condiz com a idade. 

Um vestido da menina com tule, bordados, estampas delicadas, cetim etc. Acabará sendo o mais fofo e chique.

ATENÇÃO NAS CORES DO VESTIDO INFANTIL

Tons pastel e claros suavizam a imagem das meninas. Embora cores brilhantes e estridentes possam ser engraçadas em uma garota, quando se trata de um vestido infantil para uma cerimônia como um casamento ou uma comunhão, o excesso pode ser deselegante.

Existem muitos estilos diferentes à sua escolha: vestido de cerimónia infantil com um estilo romântico, boémio, clássico, com manga cotovelo, com alças e por ai vai.

No site https://www.divinalu.com.br/, por exemplo, é possível encontrar todos os tipos de vestidos em estilos diferentes, cores e tecidos, personalizados para cada menina.

Lembre-se de que as meninas devem se sentir confortáveis ​​com o vestido de festa ou cerimônia. Eles vão querer brincar, pular, correr e o vestido não deve prejudicar o movimento. 

TECIDO APROPRIADO

Um tecido bonito e de qualidade que se adapte ao corpo da menina será o ideal. 

No verão, os vestidos de noiva de linho ou tule, por exemplo, são frescos e muito elegantes. 

No inverno, você pode escolher vestidos de veludo para meninas ou tecidos mais finos que você pode cobrir com um bolero de cabelo feminino ou casaco de veludo.

Portanto, saiba que o material mais adequado para confecção de roupas infantis é o algodão, pois é leve e permite que a pele respire, além de absorver bem o suor.

Outras opções são o poliéster, que muitas vezes é misturado com algodão, malha, viscose e camurça, pois todos também garantem uma boa movimentação para a criança e não são quentes.

Deve-se ter cuidado com os vestidos jeans, os únicos aceitáveis ​​são os mais macios. Também tome cuidado com a lã ou outro material que possa soltar alguns fios de cabelo.

Esperamos que com todas essas informações você possa fazer boas escolhas de um vestido infantil para sua criança.

Acesse a nossa loja para conhecer peças de vestidos ideais para crianças e bebês.

Page 1 of 2

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén